ARIADNE  POMS  DO MONTE PALOMAR  ( TAYLA )

Raça: Spitz Alemão Anão – Pomerania

taylaOrigem e história da raça
O menor membro da família Spitz, o Lulu da Pomerânia (ou Spitz Alemão Anão) possui entre seus antepassados os resistentes puxadores de trenó. Não se sabe exatamente quando ele começou a ser gerado em tamanho pequeno. O local também é incerto, embora a Alemanha, mais especificamente a Lulu da Pomerânia, seja o lugar mais provável. O seu ancestral mais provável é o spitz alemão. Só quando chegou à Inglaterra a raça foi chamada de Lulu da Pomerânia, mas esses primeiros cães não eram como os “Poms” de hoje. Eles chegavam a pesar 13 kg e eram geralmente brancos. Na verdade, o spitz japonês se parece muito com esses primeiros pomeranos e provavelmente descende deles. Embora o Lulu da Pomerânia tenha sido reconhecido pelo English Kennel Club em 1870, sua popularidade só cresceu depois que a Rainha Vitória trouxe um Lulu da Pomerânia da Itália. Os pomeranos da Rainha eram cães grandes e cinzas, e já nessa época os criadores preferiam espécimes menores e mais coloridos. Em 1900, os Poms foram reconhecidos pelo AKC, e os cães apareciam em uma variedade de cores, tanto na Inglaterra como na América. O Lulu da Pomerânia continuou a diminuir de tamanho. Ao mesmo tempo, a ênfase no pelo levou a sua insuperável aparência de “bolinha fofa”. Esse cão de trenó em miniatura sempre atrai admiradores e ele é tão popular em exposições quanto como cão de estimação.

Origem: Curitiba – PR

Pelagem: longo, cheio

sexo: fêmea

obs: TEM  EM  SEUS  ANTEPASSADOS  UMA  ÓTIMA  GENÉTICA  DETENTORA  DE  VÁRIOS  TÍTULOS  EM  EXPOSIÇÕES CONQUISTADOS NO BRASIL E EXTERIOR

tela-filme-base-slide-tayla
bt-voltar-canil